20/05/2017

AOS LEITORES DE MEU BLOG, AMIGOS E AMIGAS DO FACEBOOK

        Comunico a todos a que me manterei internado na Rede de Reabilitação Lucy Montoro (SP) por mais uma semana... este fim-de-semana tirei o que eles chamam de alta terapêutica....

        Saio de alta médica apenas no dia 26-05...

        Fui internado justamente durante essa hecatombe política... vejo tudo pela televisão  e evito usar computador e celular...

        Como vou estar em casa sábado e domingo, aproveitarei para escrever um artigo para meu blog sobre esse maremoto, quando tentarei mostrar  que a profunda crise  que vivenciamos se nutre da  mistura  do público e o privado levada às últimas consequência\s nos governos de Lula, Dilma e Temer...


        Peço desculpas por não compartilhar, sistematicamente como fazia, os informes de O Antagonista... Retomarei a divulgação deste material a partir do dia 26...

MINHA HISTÓRIA
        Para quem ainda não sabe, eu Sofri um AVC isquêmico, fulminante, durante as 3 horas e meia de circulação extra corpórea a que fui submetido para implantação, no Hospital da Unicamp, em Campinas, de duas pontes de safena e uma mamária ...Aconteceu no finalzinho de julho 2013...

        Estava com as coronárias entupidas devido a cigarro e alimentação completamente inadequada....Tive o lado direito (braço e pena) paralisado... sou cadeirante  há quase quatro anos...graças ao Lucy Montoro, ao Fisioterapeuta Léo Benatti, e a inúmeros outros médicos de ótima qualidade, já recuperei a mobilidade do braço direito e devo sair caminhando desta quarta internação...já ando em barras, caminho bons percursos de andador e durante esta semana dei meus primeiros passos sem nenhum apoio...

        Me aguardem, pois... beijos e abraços a todos  leitores do meu blog - osobreviventeavc.blogspot.com.br - e aos mais de 4 mil amigos e amigas do Facebook.

06/05/2017

João Dória, um osso duro de roer em 2018

        Lula ou seja lá quem for o candidato dos partidos de oposição vai enfrentar um osso duro de roer na campanha de 2018: o osso chama-se João Doria, é prefeito da maior cidade da América Latina e uma das maiores do mundo, São Paulo; é paulistano, sagitariano e tem 58 anos de idade; muitas virtudes e nenhum defeito aparente; ficha limpa, comunicador excepcional, bem relacionado com lideranças empresariais do país, memória prodigiosa, o que mais?

        Em resumo, é o candidato que todos os partidos, sem exceção, gostariam de ter para lançar na campanha que se avizinha num clima de convulsão política!

        Mas, afinal, quem é João Dória? Antes de ser político, é um comunicador e, como tal, ganhou dinheiro, se enriqueceu – tinha uma empresa de eventos e marketing. Organizava excursões internacionais e levava empresários – os mais proeminentes – para convescotes no exterior. E ele ia junto, criando uma portentosa network: entre os grandes líderes empresariais de todo o país, não há um só que não o conheça. É por isso que sua administração em São Paulo já nasceu com vigoroso apoio das empresas.

        Sua empresa criou ainda um fórum para reunir empresários e discutir os problemas da economia brasileira. O fórum alimentava seu programa de televisão semanal com entrevistados de todos os calibres e de todos os segmentos; pessoas que se destacavam na atividade empresarial, na esportiva, nas passarelas da moda tinham espaço garantido em seu programa de TV para entrevistas competentes, pois o entrevistador nadava de braçada em quase todos os assuntos. E se preparava para entrevistar...

        Outras marcas de João Doria, popularizadas em sua enorme rede de contatos, são seu gosto pelo trabalho – é um exemplar típico do que chamam de workaholic – sua pontualidade e o rigor na cobrança de responsabilidades de seus colaboradores... Levanta cedo, estica ao máximo seu tempo de trabalho e cobra, com elegância e rigor, quem desafina... Folgou com ele é demissão na certa, como aconteceu, recentemente, com a amiga Sônia Francine, representante de um partido aliado, o PPS. Nomeada secretária do Desenvolvimento Social, a própria Soninha, como é conhecida em São Paulo, admitiu que falhara no exercício da função. Foi demitida pelo prefeito ao vivo e em cores frente a câmeras de TV.

O AMIGO, UM SÁBIO

        Ah, não poderia deixar de mencionar um dos quadros de seu programa de TV: a fala de seu amigo Luiz Marins, antropólogo e um dos consultores empresariais mais brilhantes do país (eu já assisti a uma de suas palestras, em Curitiba, há quatro anos: foi um dos eventos mais instrutivos que já presenciei na vida).

        Não é difícil imaginar qual deve ser seu desempenho nas eleições de 2018 (Já parece certo que as lideranças todas do seu partido, o PSDB – Aécio Neves, Geraldo Alckmin, José Serra – seriamente implicadas na Lavajato se afastarão para abrir passagem para ele).

        Eu zapeava na frente do televisor e percebi  que ele era entrevistado, parei e vi com atenção. O entrevistador era ninguém menos que o Ratinho, o ícone dos programas populares do SBT.

        Impossível mudar de canal, suas palavras cortam como lâmina e ele parece retirar da boca de cada um de nós as palavras que gostaríamos de dizer...

        Era visível tratar-se de uma daquelas entrevistas “arranjadas” pela alta direção da emissora... Como a Polícia Federal investiga o ainda misterioso caso da venda do Banco Panamericano por Sílvio Santos para o BTG Pactual, o SBT vive neste momento mais um surto de puxa-saquismo explícito...

        Ainda assim, João Dória mostrou porque vai ser um osso duro de roer em 2018:

        - Comunicador excepcional: linguagem direta, objetiva e clara. Frases curtas, sempre na ordem direta, não usa nenhum dos termos empregados rotineiramente por seu padrinho Geraldo Alckmin e que obrigam os telespectadores a recorrer a dicionários.

        - Memória prodigiosa, relembra números, datas, leis... ”Até 2020, São Paulo terá 10 mil câmeras vigiando ruas, avenidas e praças...” E é exatamente isso que aparece no Google e mais: o número – 10 mil – será atingido porque empresas que já implantaram câmeras de vigilância aceitaram o pedido do prefeito para conectá-las ao sistema municipal...

        - Um recorde na Saúde: ao pegar a prefeitura das mãos do petista e amigo do Lula, Fernando Haddad, havia nada menos de 600 mil consultas em atraso no sistema público... Pois bem, depois de pedir e conseguir a colaboração de todos os grandes e famosos hospitais de São Paulo – Albert Einstein, Beneficência Portuguesa, etc. etc. – João Doria zerou essa vergonhosa conta em 82 dias de gestão: “Já acabamos com a fila das consultas e mais: milhares de pessoas foram atendidas em hospitais de ricos e que nos cobram preço do SUS”, diz com justo orgulho.

        - Pichação é crime... Quem circulou de carro ou de ônibus pelas ruas de São Paulo nos últimos tempos deve ter ficado horrorizado com as pichações, em todas as paredes, em todos os muros, em todos os monumentos... São Paulo vinha carregando essa sujeira obstinadamente... Ao desfraldar o lema “pichação é crime”, Dória, aliado à Câmara de Vereadores, decretou guerra aos pichadores e começa a vencê-la! “Pela lei recentemente aprovada pela Câmara, o indivíduo que for flagrado na primeira pichação leva multa de R$ 4 mil; no segundo flagrante, a multa dobra, sem contar as prisões... Já somos a administração que mais prendeu pichadores na história de São Paulo”.

COMPREENSÃO FINA DOS PROBLEMAS URBANOS

        - Lixo & Enchentes... Outro horror típico de São Paulo são as calçadas transformadas em depósito de lixo... O prefeito disserta com clareza sobre as consequências de mais esse crime contra a cidade: “A água da chuva arrasta o lixo para bueiros e galerias e tudo vai entupindo... Com certeza, grande parte das enchentes é causada por esse lixo... Aumentamos substancialmente a fiscalização e ampliamos também substancialmente o número de câmeras de vigilância... Serão dez mil câmeras em 2020... Não demora muito, saberemos identificar os infratores...”

        - Um prefeito-fiscal... Sem avisar, ele desembarca em escolas, postos de saúde e outros equipamentos públicos... Vistoria tudo, adverte com energia e elegância quando encontra negligência ou omissão, identifica problemas e dali mesmo, pelo celular, busca soluções; se tudo estiver em ordem, reúne toda equipe responsável e distribui elogios e parabéns... ”Agora mesmo, a caminho daqui, visitei um posto de saúde... Gostei de tudo o que vi... Elogiei muito, médicos, enfermeiros, equipes de apoio...”

        -  Doou a entidades de apoio social todos os salários que recebeu como prefeito – valor bruto de R$ 24 mil, R$ 17,4 mil, com descontos de praxe – e promete fazer o mesmo com todos os salários que receberá até o final do mandato: “...não estou na política pra ganhar dinheiro, estou na política para servir o público, sou um servidor público, gosto do que faço !

        Sua casa em São Paulo – dizem – vale mais de 50 milhões de reais... O valor foi usado por Lula pra dizer às vésperas das eleições:

        - Não acredito que São Paulo vai eleger um homem que mora numa casa que vale mais de 50 milhões...
        Doria soube e fuzilou: “Vale mais de 50 milhões, mas eu a comprei com meu dinheiro... Falas pro Lula que eu vou visitá-lo em Curitiba...”

        São Paulo o elegeu em primeiro turno e, pelo que revelam as últimas pesquisas, está muito satisfeita com ele: em fins de março já tinha 70% de aprovação!

"Implicada na Lava Jato, a cúpula tucana - Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckmin - já começa abrir alas para a passagem de João Dória (acima)"